Avisos:

Este site Utiliza Cookies!

Esse blog é descompromissado, a frequência de posts é quase nula.

E Capcom não me processa por usar o Mega Man.

Procure aqui:

sexta-feira, 16 de março de 2012

PolyStation

     Primeiramente, um salve para você que chegou aqui porque acabou de adquirir uma pérola dessa! :)

   Polystation é um dos clones mais famosos do Famicom (NES na américa). É um console da geração 8 bits e utiliza os cartuchos de 60 pinos do Famicom. Em questão de imagem e som o clone é comparável com o aparelho original.


   Geralmente o exterior do aparelho copia, com má qualidade, a aparência de consoles mais recentes, como a série PlayStation, X Box, entre outros.
  No caso da cópia de PSOne, o leitor de cartuchos fica no local onde ficaria o CD. Os controles copiam os primeiros controles do PSX, só que sem os botões L1,L2,R1,R2.
   Geralmente esses clones vem acompanhados de uma pistola de luz para jogos de tiro.
   Ainda, utilizam fontes de energia externa de baixa qualidade que variam entre 4.5V, 6V, 7V,  9V e podem colocar fogo na sua casa... A conexão com a TV geralmente é dada por conexão RCA ou por Radiofrequência (RF).


   Quem já abriu a máquina viu seu incrível hardware: três plaquinhas de circuito. Tal hardware diminuto dá-se pelo fato dele utilizar o “NES-on-a-chip”, que contém todo o hardware do console original em um único chip. Também há outros CIs desse tipo nos controles e nos cartuchos piratas, além de um adicional no console para as versões com jogos internos.


   O console para chegar ao Brasil geralmente segue o seguinte caminho: é fabricado na china, importado para o Paraguai, trazem para o Brasil e é vendido em lojas de esquina ou em lugares que provavelmente você não confia muito.

   Esse clone marcou a infância de muitas pessoas, principalmente pela decepção de ganhar um PlayStation e já estranhar que ele vem numa caixa de Nintendo 64 e então ao abrir a tampa se deparar com um leitos de cartuchos, hahahaha. Mas em compensação haviam 9.999.999 jogos, que na verdade eram apenas 5 jogos repetidos 9.999.999 vezes. Mesmo assim nenhum dono dessa pérola nega que se divertiu com o aparelho, pelo menos até quebrar os botões do controle (se é que já não veio quebrado).


Prós:
1 - Para quem quer o console para rodar os cartuchos originais (NES utilizando adaptador).
3 - Funciona.

Contras:
1 - Geralmente é bem frágil e de má qualidade.
2 - Destrói sonhos de crianças.